29 / 11 / 2017
Fórum especial reúne associações médicas de bairros

Prontuário eletrônico, novas tendências de marketing na área médica, bioética no dia a dia, aspectos jurídicos e relação médico-paciente foram alguns dos temas abordados em fórum especial promovido pelo CREMERJ nesse sábado, 25, com seis associações médicas de bairros da cidade do Rio de Janeiro: Associação Médica da Tijuca e Adjacências (Ameta), Associação dos Médicos do Méier e Grande Méier (Ammeg), Associação Médica da Zona Oeste (Amzo), Associação Médica da Barra, Recreio e Adjacências (Amebarra), Associação de Médicos de Jacarepaguá e Adjacências (Ameja) e Sociedade dos Médicos da Ilha do Governador (Somei).

Na abertura do evento, o presidente do Conselho, Nelson Nahon, destacou uma retomada das atividades que reúnem as associações de bairros:

“Começamos a nos articular nas reuniões com cada uma e isso culminou na retomada de um evento que juntasse as associações de bairros. Quero destacar a importância não só desse evento, mas da necessária unidade hoje de todas as entidades médicas, como o CREMERJ, a Somerj, as associações municipais e as associações de bairros, junto ao CFM. Em um momento de crise da saúde, as entidades médicas precisam estar unidas na luta por uma medicina ética e para que possamos exercê-la com dignidade”, disse Nahon.

O conselheiro Sérgio Fernandes, que foi convidado para organizar o evento, enfatizou também, na mesa de abertura, o papel fundamental das associações de bairros em uma cidade tão grande quanto o Rio de Janeiro, possibilitando um suporte mais próximo aos médicos e ao mesmo tempo a união com as demais entidades.

Estiveram presentes também no fórum o presidente da Somerj, Benjamin Baptista, o vice-presidente do CREMERJ, Renato Graça, além dos conselheiros Sidnei Ferreira – que também é diretor do CFM –, Márcia Rosa de Araujo, Marília de Abreu, Ana Maria Cabral, Ricardo Bastos e Armindo Fernando da Costa.

Ministraram palestras no evento Roberta Fernandes, Ricardo Cruz, Arnaldo Pineschi, Sérgio Fernandes, Sidnei Ferreira e Renato Battaglia. As mesas foram coordenadas por representantes das seis associações de bairros.